Imagem capa - Conheça 5 tipos de véu e saiba escolher o seu! por Alexander Cavalcanti
Dicas

Conheça 5 tipos de véu e saiba escolher o seu!

A tradição de usar um véu durante o casamento nasceu na Grécia Antiga, quando as noivas passaram a cobrir o rosto para se proteger de maus espíritos e mau olhado. Mais tarde, com o surgimento da religião cristã, o véu passou a ser usado para representar a castidade e pureza da mulher e acabou se tornando um acessório muito presente na moda noiva.


O véu está em constante renovação e muda de acordo com as tendências da moda. Hoje existem diversos estilos de peça, desde os formatos mais tradicionais até os mais inusitados, como o modelo voilette, que é curto e acompanhado por chapéu. “Existem véus de todos os tamanhos, com bordado, renda, pérolas e cristais. Escolhas não faltam“, afirma Isaí Chavez, diretor da Pronuptia Paris, em São Paulo. O importante é escolher um modelo que combine com o vestido e penteado da noiva.


Segundo Isaí, a maioria das noivas ainda prefere modelos mais clássicos, como o véu simples só de tule, com detalhes em cetim, com ou sem cristais. Os tecidos mais usados são o tule ou a renda. “Mousseline também pode ser usado, transparente ou semi-transparente. Tecidos fluídos são os ideais”, diz Isaí.


O tipo físico da noiva também deve ser levado em consideração na hora de escolher o véu. Comprimento e volume combinam com as mais altas e magras. Já as mais baixinhas devem fugir de modelos volumosos. As mulheres que têm a silhueta equilibrada podem usar véu em qualquer comprimento, mas sem cometer exageros no volume.


Mas o principal é escolher um véu que faça a noiva se sentir à vontade no grande dia. Se você é mais moderninha pode combinar o véu com outros acessórios também. Outra dica de Isaí é usar um modelo mais longo na igreja e outro mais curto durante a festa. Outra opção é escolher um véu em camadas e tirar uma delas após a cerimônia. Conheça os diferentes tipos de véu:


Catedral: este modelo é feito em renda e geralmente cobre o comprimento da cauda do vestido.


Médio: este véu tem um comprimento que pode chegar à altura da ponta do dedo da noiva, cotovelo ou até a cintura.


“Ombro” ou curto: como o próprio nome já diz, este é o véu que vai até o ombro. Deixa o visual mais leve e combina com vestidos tomara-que-caia e curtos.


Voilette: véu curtinho que cobre o rosto (todo ou apenas uma parte). Ele pode ser preso em um chapéu, em um pente de fixar nos cabelos ou em uma flor de tecido.


Mantilha: este modelo é feito totalmente em renda ou apenas com o acabamento nesse material. O ideal é usá-lo com vestidos mais clássicos, lisos e que não tenham tantos detalhes, para proporcionar um equilíbrio visual. Se o vestido também possuir renda, os detalhes de ambos têm que estar em harmonia.


Fonte: Portal Terra